Tecidos de fibras naturais

Quando pensamos em roupa e meio ambiente, normalmente não sabemos bem quais são os maiores impactos na cadeia e quais são as melhores fibras pra que nossas escolhas não impactem tanto negativamente.

Hoje vemos diversas marcas sustentáveis e que podem nos ajudar com esse fator. Desde uso de matérias primas orgânicas, de fibras naturais, com tinturarias feitas com plantas e outras soluções importantes.

Há diversas empresas no mundo desenvolvendo pesquisas de desenvolvimento de novos tecidos feitos a partir de frutas, outros tipos de plantas além do algodão e linho, e materiais reciclados. Claro que, ainda, é bastante caro adquirir esse tipo de produto – o que inviabiliza o acesso a roupas que gostaríamos que são 100% sustentáveis.

Nesse post, vou escrever um pouco sobre os que a gente já conhece: as fibras naturais, sintéticas e artificiais que já adquirimos e que estão acessíveis. Mais tarde, escreverei sobre os novos tecidos sustentáveis e novos estudos de fibras que estão sendo desenvolvidas nessa área.

 

Os sintéticos são as piores escolhas: todos aqueles que contém na etiqueta interna porcentagens de poliéster, acrílico, elastano, poliamida, nylon, lycra, acetato – tecidos que demoram mais de 100 anos para se decomporem na natureza. A fibra sintética é criada a partir da combinação de produtos químicos. Caso opte por essas peças, lembre-se sempre de investir em peças de qualidade e que você saiba a procedência e conheça a marca – para que elas durem o maior tempo possível – de preferência, peças que você terá sempre e que são atemporais, pra que não seja necessário substituir por outras de acordo com a moda. Sapatos e bolsas são itens que normalmente acabamos optando por esse tipo de material por serem mais em conta e por serem mais fáceis de encontrar, por isso lembre-se sempre dessa dica. Isso vale também pra tecidos que compramos para estofados, carpetes, acessórios, itens de cozinha e decoração!

As fibras naturais são produzidas a partir da natureza, podendo ser vegetal, animal ou mineral. Normalmente são bem confortáveis e não deformam com o passar do tempo, aumentando a durabilidade e a qualidade. Dos materiais que são bastante fáceis de encontrar e que são de fibras naturais, indico sempre optar por linho, algodão, viscose, modais, sedas. Algumas outras opções são tecidos feitos de fibras de bambu, o liocel que é feito a partir da fibra de madeira, assim como o rayon, que é feito da polpa de madeira.

As fibras artificiais, como viscose, acetato e modal – possuem materiais naturais na sua origem, mas passam por processos químicos para que se tornem fibras para tecido – além de possuírem menor vida útil do que as fibras naturais. Eles poluem muito o meio ambiente em seus processos produtivos, além de desperdiçarem boa parte da árvore.

Um processo comum também é a junção das fibras naturais e sintéticas para ter resultados mais baratos e aumentar a produtividade.

É importante lembrar que, mesmo as fibras com origem natural nem sempre tem o cultivo considerado sustentável. Vamos preparar posts sobre cada um deles, pra que você conheça melhor a sua cadeia produtiva!

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s