Com todo esse movimento em prol da sustentabilidade ambiental e social – inclusive, tecnológico – que acabam gerando ansiedade e dúvidas.

A busca das empresas em reduzirem o seu impacto ambiental e buscarem por novas formas de produção, design e materiais, trazem a certeza de que estamos trilhando um caminho em que o normal será ter essa preocupação.

Hoje, muitas empresas ainda encontram barreiras nessa busca – principalmente por falta de fornecedores, preços economicamente viáveis dos materiais e processos. Porém, com o aumento da procura por isso, com o tempo, será cada vez mais comum as marcas utilizarem materiais naturais, reciclados, tecnológicos e que não agridam o meio ambiente. O foco hoje está na mudança de paradigmas, na pesquisa dessas novas possibilidades e na avaliação da aplicação de tudo isso no dia a dia das empresas.

A ansiedade gerada gira em torno do fato de que a gente começa a se questionar o que realmente vale os produtos que estamos consumindo – ok, eles são naturais, veganos, utilizam materiais naturais, mas o que mais tem por trás disso tudo?!

Muitas vezes, pequenas marcas se deparam com a dificuldade de apresentar seu preço no mercado: utilizam formatos menores, produção artesanal, compram em menores escalas e vendem volumes menores de produto – tudo isso alinhado ao uso de materiais que, muitas vezes, não estão sendo utilizados por grandes marcas. O consumidor ainda considera esse trabalho caro, e opta por adquirir produtos antes já conhecidos e de materiais não sustentáveis, mas baratos.

Por isso, a informação disponível sobre cada marca e sobre cada processo é importante: o consumidor precisa enxergar esse valor – principalmente enquanto o mundo todo não caminhar na mesma trilha. O natural vai ser o sustentável, os materiais reciclados, as linhas ecológicas, as pesquisas em torno disso não param.

Cada dia estaremos nos deparando com mais e mais materiais incríveis e design de produtos maravilhosos e com consciência – é só procurar, se informar e, hoje, é importantíssimo: QUESTIONAR! Questionar o que é, de onde veio, qual o material, se tem certificação, quem fez. Sempre tem uma cadeia por trás do que a gente compra – desde o fornecimento de matéria prima até a entrega. Já parou pra pensar nisso?! O botão, a linha, o tecido, o corte de cada pecinha da sua roupa, foi feito por alguém. E esse trabalho teve um custo. E isso deve ser valorizado!

 

 

Photo by Daria Shevtsova from Pexels

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: